quarta-feira, 20 de abril de 2011

Economia do Maranhão



Agricultura, atividade econômica importante para o Maranhão
Localizado no oeste da região Nordeste, o Maranhão possui extensão territorial de 331.935,507 km², divididos em 217 municípios. Conforme contagem populacional realizada em 2010 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o estado totaliza 6.569.683 habitantes. 

Durante muitas décadas, o Maranhão esteve praticamente isolado do restante dos estados brasileiros, porém, a partir dos anos de 1960 e 1970 foram desenvolvidos projetos de infraestrutura, sendo construídas linhas férreas e rodovias. O estado foi interligado a outras regiões do Brasil, fato que proporcionou o escoamento da produção e consequente desenvolvimento econômico. Houveinvestimentos na agropecuária, extrativismo vegetal e mineral, estimulados por incentivos fiscais das superintendências do desenvolvimento da Amazônia (SUDAM) e do Nordeste (SUDENE). 

Foram desenvolvidos grandes projetos de criação de gado, plantação de soja e arroz e de extração deminério de ferro, como por exemplo, Carajás. Essas atividades alavancaram a economia do Maranhão, no entanto, intensificaram as desigualdades sociais, aumentaram a concentração fundiária e provocaram vários problemas ambientais. 

A contribuição maranhense no Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil continua baixíssima, apenas 1,3%. A participação dos principais setores da economia estadual é a seguinte: serviços – 63,5%;agropecuária – 18,6%; indústria – 17,9%. 

A indústria, que representa 17,9% do PIB maranhense, baseia-se nos setores: metalúrgico, madeireira, extrativismo, alimentício e químico. Na agricultura, destacam-se os cultivos de cana-de-açúcar, mandioca, soja, arroz e milho. Com uma costa litorânea de 640 quilômetros, a segunda mais extensa do país, apresentando-se inferior apenas à Bahia, o Maranhão tem na pesca, importante atividade econômica. O turismo é outro segmento fundamental para a economia estadual, as belas praias, os Lençóis Maranhenses, além do turismo cultural e religioso, atraem milhares de visitantes.

Lençóis Maranhenses, local que atrai grande número de turistas
O complexo portuário integrado pelos terminais de Itaqui (possui 420 metros), Ponta da Madeira e Alumar é responsável por mais de 50% da movimentação de cargas portuárias do Norte e do Nordeste. São exportados principalmente, alumínio, ferro, soja e manganês. 

Exportação: US$ 2,8 bilhões. 
Ferro fundido: 29%. 
Alumínio e suas ligas: 23%. 
Minério de ferro: 23%. 
Soja: 15%. 
Alumina calcinada: 6%. 
Outros: 4%. 

Importação: US$ 4,1 bilhões. 
Óleo diesel: 71%. 
Querosene de aviação: 11%. 
Adubos e fertilizantes: 6%. 
Produtos das indústrias químicas: 3%. 
Locomotivas e suas partes: 2%. 
Outros: 7%. 

Será construída no Maranhão, mais precisamente no município de Bacabeira, localizado a 60 quilômetros da capital, São Luis, a maior refinaria da América Latina e uma das maiores do mundo. A Refinaria Premium proporcionará um novo ciclo industrial no estado. Estima-se que serão gerados aproximadamente 132 mil empregos diretos e indiretos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário